A importância do aleitamento materno

Chest feeding

Confira a seguir um artigo de Saúde sobre a importância da amamentação e tire algumas dúvidas…

Hora de mamar: e agora?

O aleitamento materno exclusivo é indicado até os seis meses da criança. A amamentação continuada, até os dois anos. No entanto, o ato de amamentar pode trazer muitas dúvidas para as mães. Buscar informação e apoio é o melhor caminho.

mãe e filho

“É muito amor para amamentar”, descreve a mãe de Eric, nascido em dezembro último. O amor descrito pela dentista Livianne Umbelino Costa Gurgel deve-se, principalmente, pelo esforço necessário para que a amamentação aconteça de maneira plena e, nos primeiros meses de vida, funcione como alimentação exclusiva. O Ciência & Saúde desta semana aborda a amamentação e dará dicas sobre esse processo essencial para a saúde da criança. E da própria mulher.

Segundo a médica neonatologista Maria Beatriz Reinert, a amamentação exclusiva nos primeiros seis meses pode prevenir mais de um milhão de mortes a cada ano e os benefícios para a saúde são estendidos por toda a infância. E mesmo até a vida adulta, ainda segundo Beatriz, que integra o Departamento Científico de Aleitamento Materno da Sociedade Brasileira de Pediatria.

O sorriso estampado no rosto, o clima de tranquilidade e a facilidade podem compor um cenário ideal para a amamentação, mas é realidade distante de muitas mães. Apesar da importância desse momento para a criança, as diversas dificuldades que surgem no processo podem fazer com que as mães abram mão do aleitamento exclusivo ou deixem de amamentar seus filhos para incluir complementos.

Para a professora do departamento de Saúde Comunitária da Universidade Federal do Ceará (UFC), Márcia Machado, a concepção de que o aleitamento materno é algo que todas as mulheres sabem tem resultado em campanhas pontuais sobre o assunto, o que causa um prejuízo para a prática. Segundo ela, que também é pró-reitora de Extensão da UFC, é preciso realizar cursos sistemáticos com os profissionais da saúde e pessoas que envolvam a comunidade para que a lembrança de que as mulheres precisam ser apoiadas no aleitamento seja constante.

Em pesquisa realizada por grupo coordenado pela professora Márcia Machado no 9º Encontro Nacional de Aleitamento Materno, realizado em Fortaleza no ano passado, dados sobre a relação das mães com o aleitamento e a informação sobre o tema demonstram a necessidade de multiplicar a sensibilização para o tema.

Os questionários respondidos pelas 245 mães presentes no evento indicou que 56,5% das entrevistadas informavam que realizavam o aleitamento materno exclusivo naquele momento. No entanto, ao se analisar o conjunto de respostas, percebeu-se que somente 29,2% realizava o aleitamento exclusivo de maneira correta aos seis meses de vida do filho (não incluindo água, sucos e chás na alimentação do bebê).

A pesquisa também apontou que as maiores chances para a prática do aleitamento materno diziam respeito às mães que tinham tido orientação sobre a importância do leite materno. Por isso, durante a gravidez, após o parto e no desenvolvimento da criança, as mães devem poder contar com informação e orientação de qualidade para promoverem o aleitamento materno e poderem viver esse momento com segurança.

Amor em dose dupla

Isabele Lins mãe de gêmeos

A enfermeira Isabelli Lins, 32, é especialista em amamentação e trabalha como consultora para outras mães. Com os gêmeos Caio e Pedro Lins, de 2 meses e meio, no entanto, o conhecimento é acompanhado pelo apoio da família e orientação da sócia na consultoria.

“Cada filho é uma experiência diferente. O início é sempre mais complicado. A mulher tem que se adaptar, entrar no clima”, comenta. Ela também é mãe de Bruna, 6 anos, que mamou até os nove meses. A enfermeira ressalta a importância do aleitamento para a saúde dos bebês e o vínculo afetivo com a mãe.

Fonte: Jornal O POVO.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s